Estilos: IPA – India Pale Ale

Estilos: IPA – India Pale Ale

Este estilo gera muitas discussões entre grupos de degustadores por ser ao mesmo tempo querido por muitos e odiado pelos outros. IPA ou India Pale Ale abre esta nova seção em que falaremos mais detalhadamente sobre cada estilo e derivados do mundo cervejeiro com a  intensão de aprender mais sobre o estilo e quem sabe passar um pouco de conhecimentos para vocês também.

História

Como o próprio nome contém Pale Ale, já nos diz muito sobre a cerveja. Pale pela sua cor clara (que logo mais falarei sobre a contraversão ao nome Pale em outros estilos derivados) e Ale devido ao processo de alta fermentação.

Durante as exportações de cerveja da Inglaterra para a Índia entre o século 18 e 19 muitas vezes devido a distância, ao calor e ao agito do mar, elas estragavam. Para que o produto não fosse estragado, foram adicionados mais lúpulos durante a produção, o que fazia a cerveja ter uma durabilidade maior

Derivações do estilo

A India Pale Ale, assim como muitos outros, possui alguns estilos derivados à ela, vamos ver alguns:

English IPA

Este é considerado o estilo original de IPA, possui lúpulos ingleses que possuem um perfil mais floral ou herbal no aroma. O amargor deste estilo é presente porém de forma mais equilibrada. A coloração tende a ser de um dourado até âmbar mais profundo, deve ser transparente
Características:
OG: 1.050 – 1.075
IBUs: 40 – 60
FG: 1.010 – 1.018
SRM: 6 – 14
ABV: 5.0 – 7.5%
No final do POST está a explicação para cada abreviatura.

American IPA

Pelo fato da escola americana ser revolucionária e até mesmo maluca para as suas criações, a IPA, claro não poderia ficar de fora. Neste estilo em comparação com o inglês são principalmente os lúpulos utilizados. Os lúpulos americanos são mais fortes, cítricos, resinosos, remetendo a pinho por exemplo.  A aparência pode variar de um médio dourado até um âmbar avermelhado claro. Deve ser uma cerveja clara, porém há algumas que passam pelo processo de não filtragem dry-hopping que podem ser mais encorpadas.
Características:
OG: 1.056 – 1.070
IBUs: 40 – 70
FG: 1.008 – 1.014
SRM: 6 – 14
ABV: 5.5 – 7.5%
No final do POST está a explicação para cada abreviatura.

Imperial ou Double IPA 

O que se espera de uma escola cervejeira que não está contente com o que tem? Claro, vamos torná-la mais fortes, mais alcoólicas e amargas. Assim surgem as Imperial IPA’s ou Double IPA’s. É possível comentar que se tiver Imperial no estilo é porque ele é intenso. Da mesma forma que a American IPA, os lúpulos utilizados são cítricos, resinosos, remetendo a pinho ou frutas tropicais. A coloração varia entre o dourado e laranja-cobre claro.
Características:
OG: 1.065 – 1.085
IBUs: 60 – 120
FG: 1.008 – 1.018
SRM: 6 – 14
ABV: 7.5 – 10.0%
No final do POST está a explicação para cada abreviatura.

Black IPA 

Sobre aquilo que falei no começo do post a respeito do Pale no nome IPA, aqui não faz sentido, já que Pale é claro e neste caso, temos uma cerveja escura. A Black IPA ou se preferir, uma Black India Ale em diferença com as IPA’s “normais” possui maltes tostados e torrados que remetem aroma e sabor a chocolate ou café. O amargor e aroma dos lúpulos também estão bem presentes neste estilo. A coloração varia entre marrom escuro e preto.
Características:
OG: 1.050 – 1.085
IBUs: 50 – 90
FG: 1.010 – 1.018
SRM: 25 – 40
ABV: 5.5 – 9.0%
No final do POST está a explicação para cada abreviatura.

Belgian IPA 

Uma IPA com certas características de uma Tripel na sua coloração principalmente devido ao uso de leveduras belgas que remetem proporcionam um sabor mais frutado e picante. Normalmente esta cerveja é mais complexa em aromas e sabores que uma IPA normal, devido as suas leveduras. A coloração varia entre dourado claro e âmbar.
Características:
OG: 1.058 – 1.080
IBUs: 50 – 100
FG: 1.008 – 1.016
SRM: 5 – 15
ABV: 6.2 – 9.5%
No final do POST está a explicação para cada abreviatura.

Tanto a Black IPA (Black India Ale), quanto a Belgian IPA são catalogadas no BJCP (Beer Judge Certification Program) Style Guide de 2015 como IPA’s Especiais, ou seja, elas ainda são derivações de uma IPA: American, English ou Double. Há outras tipos de India Pale Ale, como o Session IPA, Rye IPA, Brown IPA, etc.. mas porque falar tudo de uma vez né?

As abreviaturas presentes neste post são muito importantes para quem deseja saber mais informações técnicas sobre a cerveja, então seguem:

OG: Original Gravity, ou gravidade original. É a medida das substâncias fermentáveis e não fermentáveis do mosto cervejeiro antes da fermentação.

IBUs: International Bitter Units, ou unidade internacional de amargor. Como o próprio no já diz, é uma medida para determinar o quão amarga é uma cerveja. Entre 10 e 15 IBU são pouco amargas. Com aproximadamente 35 IBU, existe um agradável realce do lúpulo. Acima de 40 IBU é uma cerveja forte, bem lupulada (bem amarga). Ultrapassando os 60 IBU, é uma cerveja super lupulada e muito amarga.

FG: Final Gravity, ou gravidade final. É a medida das substâncias não fermentáveis, só que tomada após a fermentação. O comparativo entre as duas medidas, efetuado por instrumentos e com a ajuda de cálculos matemáticos, determina a potência alcoólica da cerveja.

SRM: Standard Reference Method, ou método de referência padrão. Mede a coloração de uma cerveja, este varia de 2 as  mais claras até 40 sendo preto.

ABV: Alcohol by Volume, ou álcool por volume. É a medida de álcool na cerveja. De maneira geral, são classificadas como cervejas de baixo teor alcoólico as que variam entre 0,5 – 2,0%. De médio teor entre 2,0 – 4,5%. Cervejas acima de 4,5% são consideradas de alto teor alcoólico.

Então era isso, espero ter passado um pouco de conhecimento para vocês a respeito do meu estilo de cerveja preferido. Espero logo poder escrever mais sobre outros estilos importantes também, afinal, aqui sempre Tem Cerveja!

Fontes: Beer Judge Certification Program (BJCP) e O Guia da Cerveja

Luis Fuenzalida Calderón
Follow me

Luis Fuenzalida Calderón

Chileno de sangue e coração, brasileiro por opção. Programador por profissão e apreciador de cervejas e degustação. Apenas mais um tatuado cabeludo que gosta de rock and roll e todas suas vertentes, extremas ou não.
Luis Fuenzalida Calderón
Follow me
Loading Facebook Comments ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *